SALVADOR 01 728 x 90

Regina Duarte pede desculpas à família Lula por fake news sobre Marisa

"Nunca foi minha intenção divulgar uma inverdade ou propagar fake news", disse a atriz.

Por Jorge Matos em 08/05/2021 às 20:53:19
Foto: Prime News

Foto: Prime News

A atriz Regina Duarte usou a sua oficial no Instagram na noite da última sexta-feira, 7, para pedir desculpas à família do ex-presidente Lula por compartilhar uma fake news sobre a ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em 2017. A retratação acontece por determinação da Justiça, que também foi divulgada pela ex-secretária de Cultura do governo Jair Bolsonaro (sem partido). "Nunca foi minha intenção divulgar uma inverdade ou propagar fake news. Infelizmente, neste caso, fui induzida a erro e quero por isso estender, pelo sucedido, um sincero pedido de desculpas à memória de D. Marisa Letícia e a sua família", escreveu em sua rede social.

Fazendo parte do governo de Bolsonaro, em abril do ano passado, Regina Duarte publicou a afirmação de que foram encontrados R$ 256 milhões em uma conta da ex-primeira-dama. O valor correto, na verdade, era de R$ 26.281,74. De acordo com a atriz, ela foi induzida ao erro e tirou o post do ar assim que soube que tratava-se de uma fake news. "Reproduzi no meu Instagram uma informação sobre o inventário do património da falecida D. Marisa Letícia Lula da Silva que apesar de ter sido obtida de fontes oficiais públicas e amplamente divulgada por meios de comunicação, veio posteriormente a revelar-se errada e eventualmente corrigida pelos órgãos judiciais relevantes. Assim que tomei conhecimento de que a informação partilhada estava incorreta, apaguei voluntária e prontamente a postagem do meu Instagram", justificou.

O juiz substituto da 12ª Vara Cível de Brasília analisou o caso e concordou que a atriz não praticou nenhum ato ilícito. O magistrado, por outro lado, decidiu manter a decisão de uma retratação pública porque, mesmo que de forma não intencional, Regina divulgou uma informação falsa em uma rede social que possui mais de 2,3 milhões de seguidores. "Quero também esclarecer que se me mantive em silêncio sobre este assunto durante o último ano, foi porque um processo judicial sobre a publicação estava decorrendo. Tive então que aguardar pela sentença que agora foi publicada e que partilharei em sua integralidade na próxima postagem. Enquanto cidadã brasileira e acérrima defensora de um Estado democrático e plural, considero a sentença do Juiz Manuel Eduardo Pedroso Barros paradigmática e exemplar no que remete à defesa da liberdade de expressão e também reveladora sobre o perigo das fake news em nossa sociedade" diz outro trecho do post de Regina Duarte.

"Quero também partilhar alguns trechos da sentença que acho relevantes: "No momento da postagem a parte ré não tinha como ter conhecimento da falsidade da informação, pois não desmentida a tempo por quem quer que seja. (..)Saliente-se que tão logo a ré teve a ciência, divulgou uma informação que se mostrou não ser verdadeira e tratou de apagar a postagem, o que demonstra que não tinha a intenção de, deliberadamente, divulgar fake news.". Finalizo agora, reiterando os meus sinceros pedidos de desculpas a quem eventualmente eu possa ter ofendido. Em meu próximo post compartilho com vocês a respeitável sentença", finaliza.

Fonte: JP

Comunicar erro
PagSeguro 02 728 x 90

Comentários

Isael Barros